Atunorpi propõe governança única da Angra Doce.

Posicionamento do Ministério do Turismo indica responsabilidade da associação desde 2019.

A Associação Turística do Norte do Paraná (Atunorpi) propõs recentemente uma governança única para a Área Especial de Interesse Turístico Angra Doce na região do reservatório da Usina Hidrelétrica de Chavantes, entre os estados do Paraná e São Paulo.

Contudo, o presidente da Atunorpi, Welington Trautwein Bergamaschi destacou que já há uma articulação com o estado do Paraná e parte do governo do estado de São Paulo para que isso aconteça. “Vamos começar a fazer visitas nos municípios para fidelizar essa governança”, adiantou.

João Gouveia Cézar do Coletivo Pratique Turismo Regional e consultor da Atunorpi frisou que desde 2019 há um posicionamento do Ministério do Turismo que indica a responsabilidade da Angra Doce para a Atunorpi.

O consultor adiantou ainda que um calendário com projetos e proposta especiais está preparado para 2021. “Vamos alinhar com os governos do Paraná e São Paulo para que tenhamos as equipes técnicas de cada  lado, mas nós faremos a gestão dessa governança”, disse João Gouveia.

No Paraná, fazem parte da Angra Doce, os municípios de Ribeirão Claro, Carlópolis, Jacarezinho, Siqueira Campos e Salto do Itararé. Já no estado de São Paulo são 10 cidades do Sudeste paulista, Barão de Antonina, Bernardino de Campos, Canitar, Chavantes, Fartura, Ipaussu, Itaporanga, Piraju, Ourinhos e Timburi. Todos os municípios são banhados pelo reservatório da Usina Hidrelétrica Chavantes, formada pela confluência dos rios Paranapanema e Itararé.

A região é propícia para a prática de vários esportes, como rafting, canoagem, trekking, asa delta, voo livre, paraglider, parapente, equitação, passeios náuticos e pesca esportiva. Além disso, também possui cachoeiras, trilhas, praias artificiais e lugares históricos, como a ponte pênsil Alves de Lima, que foi destruída durante a Revolução Constitucionalista de 1932, reconstruída quatro anos mais tarde e infelizmente foi parcialmente atingida e destruída por um incêndio na madrugada do dia sete de novembro de 2020.

ATUNORPI– Associação Turística do Norte do Paraná é uma entidade civil, caracterizada como associação de natureza turística, cultural e ambiental e foi fundada em 19 de agosto de 2015. Ela é uma Instância de Governança  Regional, responsável pela Região Turística do Norte Pioneiro. Atualmente a região do Norte Pioneiro é integrada por 16 municípios que estão inseridos no Mapa do Turismo Nacional do Ministério do Turismo: Andirá, Bandeirantes, Cambará, Carlópolis, Cornélio Procópio, Ibaiti, Itambaracá, Jacarezinho, Joaquim Távora, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Santa Mariana, Santo Antônio da Platina, Siqueira Campos, Tomazina e Wenceslau Braz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *